parte 2 parte 2 parte 2
MENU
  • ESCÂNDALO MÉDICO CAUSA DEMISSÕES NA COMISSÃO DO PRÊMIO NOBEL

    escandalo-medico-causa-demissoes-na-comissao-do-premio-nobel

    A polêmica com um cirurgião do Karolinska já levou a uma onda de demissões no conselho de administração do instituto e a duas baixas no comité do Nobel da Medicina.

     

    Tudo começou quando Paolo Macchiarini, um professor cirurgião do prestigiado Instituto Karolinska, levantou suspeitas depois da morte de alguns dos seus pacientes.  O italiano era visto como um dos principais especialistas mundiais em transplantes de traqueia, graças à implantação de um novo método com células estaminais.

     A história, tornada pública pela televisão sueca, abalou a comunidade científica e o próprio Karolinska, que tem um papel fundamental na escolha dos vencedores do Nobel da Medicina.

     

    Agora, de acordo com a BBC, os resultados de um novo relatório mostram que o médico não só falseou os resultados das cirurgias como ainda mentiu sobre vários aspetos do seu currículo.

     O Governo sueco já demitiu toda a direção do conceituado instituto onde o cirurgião trabalhava e o escândalo já levou à demissão de dois membros do painel responsável pelo Nobel.

     Harriet Wallberg e Anders Hamsten eram diretores do Karolinska e estavam entre o grupo de indivíduos suspeitos que ignoravam os vários alertas sobre Macchiarini.

     

    “A confiança em ambos foi tão seriamente afetada que se esgotou”, admitiu Thomas Perlmann, secretário do comité do Nobel para a Fisiologia e a Medicina, citado pelo Diário de Notícias.

     

    Na altura, e por respeito à integridade do prémio, Urban Lendahl, secretário-geral da Assembleia do Nobel e do Comité de Fisiologia e Medicina do Instituto Karolinska, também deixou o seu posto.

     O cirurgião italiano, que foi demitido depois da transmissão do documentário televisivo, continua a negar todas as acusações e afirma que está a reunir provas que confirmam a sua inocência.

     O novo Nobel da Medicina e Fisiologia vai ser anunciado ainda em outubro deste ano.

     

    Via ZAP e BBC